Chévere Bogotá

Capa

Quando eu contava às pessoas que iria a Bogotá nas férias, todo mundo se arrepiava

– cruzes, você  não tem medo da violência? Lá é muito perigoso…

– depois da guerra na esquina da minha casa, perigoso é Copacabana.

Poizé, Bogotá se mostrou assim simpática, esfuziante, movimentada, imersa em suas raízes históricas e fervilhando de modernidade…chévere!

Chévere quer dizer bacana, trilegal, porreta, arretado, da hora, bão-dimais-sô,  e se usa todo o tempo para elogiar alguma coisa…chévere.

A Colômbia é um resuminho das Américas para turistas apressados, mas com muito bom gosto; tem uma bagagem histórica considerável, mata amazônica exuberante, praias caribenhas, carnaval, montanhas andinas (nevadas!) e muita cultura própria. 

Bogotá fica a 2.700 metros de altitude, e pra quem acabou de subir do fundo do mar (depois eu conto) dá uma zoeira danada.  No mesmo dia que chegamos, aproveitamos o começo da noite para subir mais uns 500 metrinhos e ver a cidade lá do alto do cerro Monserrate (u-huh, nem preciso de álcool)

 MOnserrate

Dali dá pra perceber que Bogotá é muito grande!

 Panoramica

Além da visita à igreja, aproveitamos pra jantar por lá mesmo, afinal, é lá que fica um dos restôs mais bacanas da cidade, o Bistrô San Isidro. 

rest san isidro

Se você quiser pedir alguém em casamento inapelavelmente, tem que ser lá, é i-ne-gá-vel, e o cardápio incentiva: champignons variados com sauce de queijos

 Mush

Mousse de chocolate branco com frutas amarelas e vermelhas

 mousse

Tarte Tatin com sorvete de sei-lá-o-que

 tatin

Bogotá é uma cidade extremamente policiada, demais até.  Tenho a sensação de  abrir mão da liberdade em troca da segurança, algumas vezes tivemos as bolsas revistadas próximo a lugares estratégicos.  Em todos os vôos tivemos as malas verificadas, na ida e na volta, mas sempre fomos muito bem tratadas.  Não sei se achei tão ruim…

Escolhemos a Casa Platypus, um albergue melhoradinho, no bairro histórico da Candelária para nos hospedar.  Muito simpático, principalmente para caminhar por todo o centro histórico e voltar rapidinho pra casa.

 platy1 platy2 platy3

Na mesma praça do hotel está uma das melhores casas de salsa da cidade, o Goce Pagano, onde os estudantes e trabalhadores vão dar seus passinhos na sexta à noite, depois do expediente.  Animadíssimo pelos drinkes baratinhos.

 goce1  goce2

Mas a night ferve mesmo é na Zona Rosa,  entre as calles 82 e 85, para a jeunesse dorée; e no Parque 93, pra quem assistiu Capitão Asa na infância.  Mais de trinta restaurantes na mesma pracinha, para todos os gostos e bolsos.  Claro, não podia faltar outra salsateca bombante, a Galeria Café Libro, também para um público mais prateado, se é que você me entende…

 cafe libro

Há uma forte recomendação para que não se tome um táxi na rua à noite, ele deve ser pedido ao garçom, ao porteiro ou ao vendedor, que fornece uma senha a ser dada ao motorista.

A maior aventura é se perder pelas calles antigas,  numeradas por um sistema curioso, assim:  se o endereço é carrera 7 #11-28, isso significa que seu destino é o número 28 da carrera 7, no quarteirão em que cruza com a calle 11.  Facinho, né?

cruzamento

Não existem orelhões na cidade, então alguns camelôs  “alugam” seus celulares por alguns minutos. 

 orelhao

Aliás em termos de aluguel, nunca vi nada mais exótico:  um serviço de mariachis 24 hs por dia!  Imagina, você pode PRECISAR de um mariachi às 10:30 da manhã e pimba, lá vai o conjuntinho, todo paramentado.  Pena que eu não fotografei a reunião deles.

Antes  de sair para nosso lerê cultural no centrinho, trocamos dinheiro no Emerald Trade Center, bem pertinho da Praça Las Águas (a do hotel), cercado de seguranças, com uma cotação melhor que em qualquer lugar do país.

Bogotá é um museu a céu aberto.  Tem uma penca de igrejas barrocas forradas de ouro, que não se pode fotografar.  Inclusive a de San Francisco que na minha hagiologia era um santo alérgico a ouro (!).

Minha meta em Bogotá era visitar o Museo Botero, de quem sou fã incondicional.  Acho que seria o único capaz de me fazer um retrato fiel 😳 e bonitinho.  Brincadeiras à parte, ele tem um cunho sócio político muito forte, e curiosamente seu museu está instalado dentro da Casa de la Moneda.

Museo B1

museo b2

Na mesma caminhada, me apaixonei pela Igreja de Santa Clara, que virou um museu e pode ser fotografado à vontade.  Lá estava em exposição o trabalho de uma fotógrafa impressionante, a Adriana Duque, com fotos em tamanho gigantesco de crianças que pareciam perfeitamente integradas ao convento medieval.

 Sta clara

Mas o grande hit de Bogotá é o Museo del Oro, recém reformado, moderníssimo, muito bem montado, com áreas educativas e peças liiiindas (ai, vontade de COMPRAR o museu…)

 muse o2

Além das exposições muito bem explicadas, entramos na sala dos xamãs, que reproduziam os antigos cantos rituais (arrepiante) num cenário de ouro. 

Fico imaginando a quantidade de ouro que saiu daqui, pra ter sobrado tanto 🙄

 muse o1

muse o3

Depois de tanto andar, hay que se entregar aos prazeres da mesa.  Na calle 11#6 tem um grupo de restaurantes antigos, simplesinhos, mas com comidas típicas, apreciadas pelos bogotanos (não para turistas apenas)

 resto2

resto1

Escolhemos o tamal, na folha de bananeira, e o ajiaco, uma sopinha levanta defunto.  De sobremesa, muitos docinhos à base de doce de leite, que para eles é arequipe.

 tamal   ajiaco

Depois de muchas compritas no mercado de artesanias (a Colômbia é uma das maiores produtoras mundiais de esmeralda), encerramos o lerê histórico.

O passeio mais interessante bate e volta de Bogotá é a Catedral de Sal, a uma hora de distância do centro.  Para chegar lá, basta tomar o Transmilênio, (um metrô de superfície que atravessa a cidade) até a estação Portal del Norte, e de lá se meter no micro ônibus (buseta, oh constrangimento) que vai para Zipaquirá.  É como se fosse um subúrbio de Bogotá, mas é outra municipalidade, tem sua própria igreja e Plaza de Armas.

 A catedral fica dentro de uma mina de sal, ainda ativa, mas em outro nível. 

cate3

Quando esse “andar” foi desativado, construiram a catedral 180 metros abaixo do cume da montanha.  A obra impressiona pelas dimensões

 cate1

cat2

Deve ser bacana assistir a um espetáculo de música lá embaixo, mas enquanto catedral, deixou um pouquinho a desejar…

Todomundo recomendou a parrilha (churrasco) do Andrés Carne de Res, mas estávamos desmaiando de fome e comemos lá pelo Parque de la Sal mesmo (ai, se arrependimento matasse…).

Se seus olhos ainda tiverem curiosidade (e paciência) tem mais Bogotá aqui.

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

46 Respostas to “Chévere Bogotá”

  1. CarlaZ Says:

    Posso falar…eu pensava em quando-quem-sabe-um-dia ir pra Colômbia em Cartagena e San Andres…mas agora…até achei mais interessante Bogotá.

  2. Meilin Says:

    Carla, Bogotá é muito legal mesmo, foi uma grata surpresa.

  3. Paula* Says:

    Sabe que estou vendo Bogotá com outros olhos?!
    Já tô até com menos medinho e mais vontade…coisa linda esse restaurante com essa vista da cidade! Nossa, tudibom!
    Adorei! Super bjoooo 🙂

  4. Carmen Says:

    Resulta uma grata surpresa Bogotá!

    Bonitas fotos! Meilin, você sim que é uma perfeita “Gioconda” de Leonardo e não da Botero!!!
    Bjs

  5. Arthur Says:

    Pena que eu não fui a Bogotá!

  6. Majô Says:

    Meilin, este seu post está fantástico !! Surpreendente a cidade que você descobriu pra gente, chévere 😆
    Aquele jantar com champignos variados tá com uma cara djilicia , nham 😉
    O Museu del Oro é lindíssimo !!

  7. fabio machado Says:

    estou em bogota.vou ficar 24 dias.foi uma grata surpresa,principal/ para alguem q/ veio de santos.vivenciei todos os lugares q/ vc. mostrou.estou perto do parque 93 e adotei o restaurante oma para meus cafes diarios.
    até

    • Meilin Says:

      Que legal, Fabio Machado, se puder, deixe alguma dica aqui pra nós, é sempre bom descobrir alguma novidade que eu mesma não vi, mas que outros podem desfrutar. Um abraço e boa viagem 🙂

  8. Ricardo Freire Says:

    Nossa, Meilin, eu fico umas semaninhas sem entrar e você volta a postar a mil! Maravilha!!!! Tô só esperando o Arthur acabar a epopéia dele pra dar uma chamadona lá no Venivê! Bjs!

  9. Meilin Says:

    Oh, Comandante, brigadinha pela visita, mwack

  10. Arthur, Meilin, Carlota e Rafael em San Andrés, Cartagena, Bogotá e Parque Tayrona, na Colômbia | Viaje na Viagem Says:

    […] Chévere Bogotá (Bogotá bacana) […]

  11. Silvia Maria Says:

    Oi meilin estou indo a Bogotá , artagenae San Andres no proximo domindo dia 12/07 , que tipo de roupa devo levar , já li que o povo é muito tradicional , não quero ser uma turista escandalosa !!!! Grata .

  12. Meilin Says:

    Silvia Maria, Bogotá é bem friozinho, mas imagine-se em Sampa no inverno. Em Cartagena/ San Andrés dá pra usar alcinha, short, vestidinhos bem fresquinhos, sandalinhas rasteiras (melhor coisa pra andar naquelas calles); na praia pode ir com seu “biquíni brasileiro”, mas saia de lá vestida (não vi ninguém seminu na rua). Não esqueça seu protetor solar, chapéu, máscara e snorkel. Depois conta suas aventuras pra nós? Boa viagem!

  13. Gilda Says:

    Meilin
    Gostei muito de seu blog. Viajei para a Colombia com meu filho em outubro e suas dicas sobre Bogotá e San Andres foram preciosas.
    Gilda

  14. Meilin Says:

    Oi, Gilda, que boa notícia 🙂 Se você tiver alguma novidade conta aqui pra divulgar pra mais gente. Abrassss

  15. Gilda Says:

    Meilin, um museu também muito bom é o Museo Nacional de Colombia. Embora mais tradicional, é enorme, bem cuidado e abrange vários aspectos da cultura colombiana. Para quem tiver tempo, vale a pena ir.
    Fica na Carrera 7, entre as calles 28 e 29.
    O website é http://www.museonacional.gov.co

  16. Meilin Says:

    Valeu, Gilda, dica anotadinha pra próxima viagem.

  17. Juliano Says:

    Parabéns pelo post! Me fez perder o medo da Colômbia…

  18. Sabryna Says:

    Oi Meilin, estarei indo à Colômbia dia 18/03 e gostaria de algumas dicas:
    você comentou que o melhor local para trocar dinheiro em Bogotá é o Emerald Trade Center, perto da Praça Las Aguas – “cotação melhor que em qualquer lugar do país”. Você saberia informar se eles trocam real? A cotação deles é melhor que das casas de câmbio de San Andrés e Cartagena? Caso positivo, você acha que vale a pena trocar a quantidade que se pensa em gastar na viagem de preferência logo lá? Dessa forma evitando cotações piores em outras cidades? Já tenho idéia de quanto gastarei com hospedagem, mas não sei quanto devo levar para as demais despesas (alimentação, passeios, …). Você tem idéia de quanto gastou durante sua estadia na Colômbia? Abraços, Sabryna.

  19. Meilin Says:

    Oi, Sabryna, eles não trocam real em Bogotá, mas em San Andrés já tem uns carregadores que pedem gorjeta (propina) em reais. Sugiro trocar tudo mesmo lá no Emerald Trade Center.
    Em termos de alimentação, passeios e compritchas de camelôs, dá pra gastar uns U$ 600 (por 10 dias), combinando com cartão de crédito para despesas mais portentosas. Boa viagem pra você!

  20. Carol Says:

    Meilin, estou programando uma viagem a Bogotá, Cartagena e alguma das ilhas do Caribe Colombiano e adorei começar o planejamento e a curtição por este seu post! Muito bom e divertido! Vou continuar me divertindo por aqui! Super obrigada pelas ótimas dicas! Beijos

  21. vania lins Says:

    Gostaria de saber se e melhor levar real ou dolar p/ cambiar l’a.
    Estou viajando no dia 15/06 p bogota e depois vou p cartagena , dai sei q em bogota ‘e frio e cartagena vale a pena levar algumas roupas leves.
    bjs

  22. Meilin Says:

    Vania, leve dólares, muito mais fáceis de trocar em qualquer lugar. Achei apenas curioso que houvesse troca de reais em San Andrés, mas não é um câmbio oficial. Boa viagem! Bjs

  23. Luiz Jr.(Boa Viagem.org) Says:

    Parabéns pela publicação, realmente muito completa e detalhada sobre Bogotá! Já faz parte dos meus favoritos!

  24. Meilin Says:

    Fico honrada, Luiz Jr, obrigadinha 🙂

  25. Edson Says:

    Alguém poderia me dar uma indicação de onde procurar apartamentos mobiliados para alugar por temporada em Bogotá?

  26. Meilin Says:

    Edson, tenta o “São Google”…boa sorte.

  27. Denise Says:

    Melilin,
    adorei as dicas, estou indo com amigos para a Colombia no final de fevereiro e vamos ficar até o carnaval. Já estou com a passagem comprada para bogota, mas queria algumas dicas:
    quantos dias sugere ficar em bogota? e em cartagena? depois pensamos em ir a San Andres, que dizem ser lindo, mas estou encontrando dificuldade com o translado, quase não tem voos, estão caros e os hoteis parece que já estão lotados…tem alguma outra sugestão de lugar imperdível? obrigada……bjs……Denise

    • Meilin Says:

      Denise, Bogotá merece uns quatro dias.
      Quanto aso translados entre Bogotá e San Andrés, tente a Aero República, que é a companhia local. Se for possível, tente ir às Ilhas Providência e Catalina que (dizem) são muito bacanas.
      O carnaval é muito animado também em Barranquilla, se tiver chance de conferir, conta depois pra gente. Bjs e boa viagem!

  28. patricia Says:

    Ola Meilin,
    Adorei seu guia. Estou indo para Colombia no dia 8.12, daqui há 3 dias e ainda não consegui descobrir se é fácil trocar reais por pesos colombianos por lá. Vc sabe me dizer?
    obrigada, Patricia

  29. Meilin Says:

    Olá, Patricia,
    Não é impossível achar o câmbio pesos x reais, mas não conte com isso não, leve seus dólares e troque com segurança em qualquer lugar. Boa viagem!

  30. Giselle Says:

    Olá! Parabéns pelo blog!
    Chegarei em Bogotá numa quarta feira por volta das 16h. Ainda vou ter de procurar hospedagem quando chegar, então o que posso ainda fazer para eu aproveitar o resto do dia na cidade?
    Onde recomenda a hospedagem?

  31. Meilin Says:

    Giselle, a Casa Platypus é bem localizada, o povo é simpático e fica muito próximo do centro.
    Acho que o resto do dia vai ser muito pouco pra fazer alguma coisa, sugiro que você se concentre na night, lá pelos lados da calle 93, onde mora o agito. Boa viagem

  32. Lud Says:

    Vc foi no Andres Carne de Res?

  33. Alex Says:

    Parabens pelo blog! acabei de chegar da Colombia e seu blog me ajudou muito … realmente Bogota eh uma agradavel surpresa como todo país.
    Visitei outras cidades e me encantei por Medellin, na minha opiniao é a cidade mais moderna de lá os ” paisas”( quem nasce nessa regiao) sao conhecidos pela amabilidade! a cidade é cheia de parques, transporte publico exemplar! vale uma visita!
    Abraco a todos!

  34. Meilin Says:

    Obrigada pelo retorno, Alex!

  35. Luana Salim Says:

    Olá! Pesquisando na internet achei seu blog. Com toda certeza muito me ajudou.
    Eu e meu marido decidimos comemorar nosso aniversário de casamento
    ( 15 anos) na Colômbia. A priori me assustei com a idéia, porém lendo seu blog, mudei um pouco de idéia, não posso dizer que estou totalmente segura. Tenho lido coisas do tipo, cuidado ao pegar taxi na rua,com blitz falsa, ao sair de noite.
    Vamos passar 2 noites em bogotá, 4 em cartagena e 4 em san andrés. Teremos que ficar mais ou menos 6 horas no aeroporto de bogotá na volta, é perigoso ? Tem algo para fazer?
    O vôo de são paulo cartagena é cansativo? Vamos de Tam .
    Obrigada

  36. Meilin Says:

    Oi, Luana, o aeroporto de Bogotá é meio enjoadinho, e as lojinhas fecham cedo, mas é bem seguro, não se preocupe. Leve um livro interessante e as seis horas passarão rápido. O vôo SP Cartagena deve ser bem cansativo, mas nada que se compare a um SP Frankfurt, por exemplo. Boa viagem e parabéns!

  37. Mariachis Bogota Says:

    Interesante tema, gracias por la información sigan publicando

  38. Luana Salim Says:

    Obrigada Meilin! Seu blog é realmente muito bom. Suas dicas serão seguidas por mim.
    Bem em San Andrés ficarei no Caribe San Andrés. Vc saberia me dizer algo sobre este hotel? Que restaurante vc me indicaria para jantar em nosso aniversário de casamneto.
    Abç

  39. Themis Says:

    Passei uns 4 dias em Bogotá, agora, no final de agosto, início de setembro/2011. Adorei!!!! A cidade é tudo. Linda! Ficamos hospedadas na zona rosa, no Hotel Royal Boheme, bem na frente do Shopping Andino. Adoramos aquele bairro. Os bares e restaurantes são um charme só. A comida é maravilhosa. As ruas são arborizadas, limpas, é tudo muito seguro e, ao que parece, o povo de lá adora cães. Tem parques e praças por todo o lado. Vale muito a pena conhecer Bogotá. Como a Meilin falou, é um museu a céu aberto. Mas vale muito, também, pela modernidade. Além do clima, que é agradabilíssimo. Voltaria, com certeza.
    Ah, e o Parque 93 é bárbaro, também. Tudo de bom!

  40. tenis nike Says:

    Lindas imagens, quem sabe um dia terei o prazer de conhecer.

  41. Larissa Says:

    Adorei este post! Vou pra Colômbia no próximo feriado e gostaria de saber onde eu posso comprar esmeraldas.. Alguém sabe? Abraco

  42. Lúcia Says:

    Eu também quero saber onde comprar esmeraldas com preços acessíveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: