Parque Tayrona – anexo da mana

praia1647

A Carlota fez essa mesma viagem à Colômbia no carnaval, e uma das coisas que ela mais gostou (e eu não tive tempo de fazer) foi visitar o Parque Tayrona, em Santa Marta, um sub passeio pra fazer em  Cartagena.  A seguir psicoteclo o relato dela:

Colômbia também é ecoturismo! Em Santa Marta está o segredo ecológico mais diversificado do Caribe, o Parque Tayrona, que oferece uma miríade de programas de índio adoráveis, dentre eles a tal Ciudad Perdida, uma caminhada de seis dias pela trilha. Como nossa passagem foi breve, não tivemos oportunidade de desfrutar de muitas aventuras, mas com a pequena amostra do que foi possível conhecer em menos de 48 horas, ficou uma vontade imensa de voltar para aproveitar com calma o que essa terra tem para oferecer.

O último ônibus de Cartagena de Índias para Santa Marta saía às 7h ou 8h da matina, portanto resolvemos viajar num serviço de van contratado pelo próprio hotel. Apesar de ser um pouco mais caro que o ônibus, parece um serviço muito comum e bastante utilizado pelos colombianos, que, por unanimidade, não recomendam a viagem de ônibus.

Chegamos às 13h55 ao hotel, onde a van nos apanharia às 14h, mas eles já haviam passado. O próprio recepcionista (concierge dos pobres) se encarregou de resolver o problema, e conseguiu outra (tel 3114078685 Habib placa 516). e por volta de 14h30 já estávamos com o pé (as rodas) na estrada para uma viagem de umas 4 horas.

Em Santa Marta já tínhamos reserva no Hotel Nueva Granada  (Calle 12, No. 3-17, tel 4312568 e 4210685), que fica na parte antiga da cidade. O hotel é bem simplesinho, mas atendeu às nossas expectativas. Nosso tempo em Santa Marta era curto, precisávamos agilizar o passeio ao Parque Tayrona para o dia seguinte.

Como chegamos domingo à noite e o hotel foi bem recomendado, decidimos agendar lá mesmo nossa excursão para a manhã seguinte. A única opção oferecida para transporte até a entrada do parque nos apanharia no hotel às 10h30, e a informação obtida era a de que não valia a pena sair antes utilizando outro transporte, pois nesse caso, o ponto onde nos deixariam (El Zaino – km 35) ficava a pelo menos a 1 hora de caminhada da entrada do Parque.

entr parque1625

Comparada à Cartagena, Santa Marta é uma cidade muitíssimo mais modesta. Apesar da enorme quantidade de obras, a impressão é a de que o ecoturismo ali atrai mochileiros do mundo todo, sem a menor disposição para gastar dinheiro.  Nessa vibe “budget”, jantamos no Welcome, bem pertinho do hotel.

Aproveitamos o começo da manhã para comprar as passagens de ônibus para Caracas e fazer câmbio, e às 10h30 já estávamos no nosso transporte  😆 para a entrada do parque Tayrona.

van tayrona

A primeira praia, Cañaveral, não é grande coisa e fica a uns 15 minutos a pé da entrada do parque. Ali estão instaladas os tais ecohabs, umas cabanas chiquezinhas, onde o povo se hospeda, faz massagens, banhos com ervas e terapias corporais… praticamente um spa indígena.

spa 1627 spa1629

spa1628

As praias mais bacanas ficam depois da trilha de aproximadamente 1 hora de caminhada pela mata.

trec1633

trec1635

O primeiro e o último terço dessa trilha são quase geriátricos, de tão fáceis, mas o terço médio tem umas pedras meio escorregadias e complicadas. Mesmo assim, nada a ponto de a chuva fina que começava a cair tornar desagradável a caminhada.

 trec1634

Quando chegamos à praia de Arrecifes, embora o tempo já estivesse bem fechado, a imagem daquelas montanhas verdes ao fundo tornava impossível não notar a semelhança com o litoral da Rio-Santos.

 praia1639

praioa1641

Como já eram quase 2 da tarde, pensamos em deixar alguma comida encomendada no único restaurante que havia por ali, para mastigar quando estivéssemos de volta, mas ao assuntar com o garçon, chegamos à conclusão de que o tempo estava escasso, pois o último transporte de volta para Santa Marta saía às 18h ou 18h30 – as informações eram controvertidas –  da entrada do parque, ponto que ficava ainda a 1 hora de trilha. Optamos então por prosseguir sem pensar em comida mesmo, e não nos arrependemos, pois as praias em seguida, Las Piscinas e Cabo San Juan, eram cada uma mais bonita do que a outra.

praia1645

 

praia1653

Na última delas havia um camping, com estrutura bem simples, onde as pessoas dormem em redes.

 praia1670

praia1679

Os horários dos transportes indicam que ninguém vai ao Parque para voltar no mesmo dia. Só nós, que no dia seguinte iríamos de ônibus para a Venezuela. Já ia ficando tarde, mas não nos conseguíamos nos conformar em voltar sem pelo menos dar uma espiada naquelas praias lindas. Quando nos demos conta, já eram quase 17h, e ainda estávamos em Cabo San Juan. Voltamos em disparada, desembestadas pela trilha escorregadia, quando desabou o maior aguaceiro, encharcando nossas mochilas e documentos. Não sei como, mas conseguimos fazer o percurso todo em 45 minutos. Quando chegamos, acabava de sair um microônibus. Acabamos conseguindo outro transporte para Santa Marta e ficamos ao mesmo tempo felizes, porque precisávamos voltar para viajar no dia seguinte, e tristes, por ter estado naquele lugar maravilhoso e não poder aproveitá-lo comme il faut.

praia1667

No dia seguinte, nosso ônibus para Caracas saía às 12h30. Decidimos aproveitar a manhã em Taganga, uma simpática praia de pescadores a 15 minutos de táxi de Santa Marta.

Chegando lá, alugamos um barco que nos levou até Playa Grande, uma espécie de enseadinha, que tem ao fundo umas montanhas de vegetação de cactáceas muito curiosa.

 cact1700

 A praia estava bem vazia e dava para fazer snorkel.  O barqueiro nos mostrou fotos incríveis de peixinhos que podiam ser vistos em outra praia um pouco mais adiante, cujo nome não me lembro.

Taga1701

Mas já eram quase 11h e estava na hora de começar a voltar, mas no táxi a caminho de Santa Marta, ainda paramos num mirante incrível, com uma vista de tirar o fôlego. 

 mirante01704

Anúncios

10 Respostas to “Parque Tayrona – anexo da mana”

  1. Vinicius Says:

    Inacreditável!!! Que lugares fascinantes. Crio que nunca uma água tão clara e limpa… As fotos ficaram lindas, A viagem deve ter sido muito boa. Fico muito feliz por vc!!! Saudades demais… Um dia nos encontraremos em algum local remoto! Mil beijoss! Como sempre foi um prazer me maravilhar com suas aventuras!!!

  2. Vinicius Says:

    Obs: Avise a Carlotinha que ela ficou lindaa na foto da trilha… Mande abraços por mim… Saudades de vcs!!! Vcs duas arrazam em todos os lugares!!! =D

  3. Meilin Says:

    Vi, recado entregue. Beijos e saudades !

  4. Carmen Says:

    Meilin, Colômbia é uma grande descoberta. O ministro do Turismo de Colômbia podría contartarla como a melhor embaixadora do seu país. O lugar é muito lindo. Tem uns paisagens fascinantes: selva, bonitas praias, cidades lindas e incrívels fundos marinhos…. e também tem alguma construção com ares mudéjares!!!!

    Meilin lhe respondo a sua pregunta sobre o arte mudéjar, mas é uma pregunta complexa…
    Meilin, el arte Mudéjar se desarrolla en los territorios conquistados por los cristianos, en los que se les permitió quedarse a los musulmanes (muchos artesanos o con diferentes oficios). En esas zonas, de difícil repoblación, se construían iglesias románicas con artistas y artesanos de la zona. Es un arte que utiliza elementos artesanales, tales como el artesonado, los azulejos, los forjados. Durante los siglos SXVI y XVII algunos de estos descendientes de artesanos musulmanes fueron contratados o emigraron a las colonias españolas. En diferentes lugares de América se pueden encontrar elementos ornamentales de tipología mudéjar o con aires mudéjares. Por ejemplo, en Colombia, en Cali, la Iglesia de San Francisco, tiene una torre mudéjar o de influencia mudéjar).
    Beijos

  5. Meilin Says:

    Muchíssimas gracias, Carmen, besitos desde Brasil 😀

  6. Arthur, Meilin, Carlota e Rafael em San Andrés, Cartagena, Bogotá e Parque Tayrona, na Colômbia | Viaje na Viagem Says:

    […] Parque Tayrona, pela mana Carlota […]

  7. Arthur, Meilin, Carlota e Rafael na Colômbia: Bogotá, Cartagena, Parque Tayrona e San Andrés | Dicas de Viagem Says:

    […] Parque Tayrona, pela mana Carlota […]

  8. Carol Says:

    Olá. Você esteve em Santa Marta e San Andres, né? Se tivesse que escolher apenas um dos dois destinos para passar uns 6 dias e estivesse buscando o sossego e a beleza das águas do Caribe, para qual dos dois iria? bjs

    • Meilin Says:

      Carol, se você gosta de conforto e pacote, pode ir pra San Andrés, mas se você prefere uma viagem um pouco mais independente (e ligeiramente selvagem) não perca o Parque Tayrona, em Santa Marta. Ambas desfrutam das maravilhosas águas caribenhas. Boa viagem!

  9. Carol Says:

    Super obrigada, Meilin! Sua descrição dos dos me tirou algumas dúvidas que eu tinha! rsrs! Acho que estamos mais no espírito de San Andrés mesmo, Super obrigada! Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: